×
Siga-nos:
Classe Contábil
PUBLICADO 8 meses ATRÁS.

HONORÁRIOS CONTÁBEIS: a importância da margem de contribuição na formação dos preços dos serviços contábeis

Caro prestador de serviços.

preço dos serviços a serem cobrados na prestação dos serviços contábeis, em especial nos honorários cobrados dos clientes mensalmente, deve ser suficiente para cobrir os custos variáveis, as despesas variáveis e gerar no final do mês um valor positivo.

Esta sobra positiva esperada é tecnicamente conhecida no estudo e análise dos custos como sendo a margem de contribuição.

A margem de contribuição deve ser suficiente para cobrir os custos e despesas fixos mensais, e ainda sobrar em cada mês um valor positivo, o lucro líquido desejado pelo empresário prestador de serviços.

Neste post vamos dar destaque para a ideia de margem de contribuição como importante fator na formação do preço, sem nos preocupar agora com uma abordagem mais plena sobre precificação dos serviços, que será objeto de outro post futuro.

Custeio Variável

O escritório contábil que usar o método do custeio variável deve apropriar como custo propriamente dito somente gastos variáveis, diretos e indiretos utilizados na da prestação dos serviços.

Neste método os custos fixos na atividade contábil, cuja principal característica é a sua existência independente do volume de serviços prestados, não são considerados como custo na prestação de serviços, sendo computado como despesa diretamente na apuração do resultado do período.

Por não sofrer as deformações dos critérios de rateios dos gastos fixos usados no método do custeio por absorção, o método do custeio variável é o mais adequado para fins de formação do preço e análises gerenciais para tomada de decisões no escritório.

Margem de contribuição

A ideia de Margem de Contribuição está vinculada diretamente ao sistema de custeio variável, ou seja, nele não se trabalha com rateios.

É razoável que se fale de margem de contribuição como sendo o ganho bruto sobre as vendas. Ou seja, é um valor que se tem para pagar as despesas e custos fixos e gerar o lucro.

Para se obter o valor da margem de contribuição, é necessário que do total das vendas sejam deduzidos os custos variáveis e as despesas diretamente vinculadas a venda, como é o caso dos impostos incidentes sobre as vendas, as comissões dos vendedores e outras despesas que venham ser calculadas sobre o volume das vendas.

Cálculo da margem de contribuição

Para exemplificar o cálculo da margem de contribuição, suponha os valores para receita de vendas dos serviços, custos variáveis e despesas variáveis, conforme tabela a seguir.

Contas     Valores
Receita de vendas dos serviços   100.000,00
(-) Custos variáveis    60.000,00
(-) Despesas variáveis     15.000,00
(=) Margem de contribuição    25.000,00

 

Assim, a Margem de Contribuição (MC) na prestação dos serviços contábeis é a diferença entre o valor dos honorários (preço dos serviços) e os Valores dos Custos e das Despesas específicas destes serviços, ou seja, dos Custos Variáveis e Despesas Variáveis envolvidos no preço.

MC = Preço dos Serviços – (Custos Variáveis + Despesas Variáveis)

Apuração do resultado

No nosso exemplo, temos uma margem de contribuição de 25% a receita de vendas dos serviços. Se as despesas e os custos fixos do período totalizaram, por exemplo, R$11.000,00 teremos um lucro de R$14.000,00. Para simplificar não consideramos cálculos de tributos sobre o resultado, conforme tabela a seguir.

Contas    Valores
Receita de vendas dos serviços  100.000,00
(-) Custos variáveis    60.000,00
(-) Despesas variáveis     15.000,00
(=) Margem de contribuição    25.000,00
(-) Despesas e custos fixos      11.000,00
(=) Lucro líquido     14.000,00

 

Sem considerar os tributos sobre o lucro, o resultado líquido (RL) é dado pela diferença entre o Valor da Margem de Contribuição e as Despesas e Custos Fixo.

RL  = Valor da Margem de Contribuição – (Despesas Fixas + Custos Fixos) 

Software de cálculo do preço dos serviços contábeis

preço na prestação dos serviços envolve diversas variáveis que muitas vezes não podem ser objetivamente identificadas, a exemplo da experiência, competência e prestígio do prestador dos serviços.

Estes fatores subjetivos podem ser “incluídos no preço” conforme a percepção de valor do cliente, a demanda pelos serviços, as condições do momento do mercado, a concorrência etc.

Entretanto, em qualquer das situações, para evitar erros ou mesmo prejuízos, é absolutamente indispensável partirmos de um valor tecnicamente calculado para o preço de modo a permitir eventuais ajustes nos honorários conforme as circunstâncias e fatores citados.

A melhor maneira de se calcular o valor dos honorários contábeis é utilizar um sistema desenvolvido para este fim, sem necessidade de conhecimentos de planilhas e outros meios, de forma a facilitar a elaboração de propostas, bem como analisar o retorno de todos os clientes do escritório contábil.

Agora que você já sabe como um software de cálculo de contábeis pode contribuir com a gestão da sua empresa contábil, entre em contato conosco e compartilhe este post com os seu colegas.

 


Advogado, contador, matemático, auditor e perito contábil. Professor, Especialista em Direito Empresarial, Administração Financeira e Matemática Aplicada. Mestre em Administração de Empresas. Presidente do Grupo Fortes de Serviços.



COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Leia também

Receba gratuitamente nosso informativo de artigos e notícias em seu e-mail