Portal da Classe Contábil Receita líquida das empresas de capital aberto cai pelo 10º tri seguido | Portal da Classe Contábil
×
Siga-nos:
Classe Contábil
PUBLICADO 2 anos ATRÁS.

Receita líquida das empresas de capital aberto cai pelo 10º tri seguido

Nos últimos dez trimestres, as empresas brasileiras de capital aberto – com exceção dos bancos – não têm registrado crescimento, segundo levantamento da provedora de informações financeiras Economatica.

No terceiro trimestre deste ano, a receita líquida operacional ajustada pela inflação das companhias que fazem parte da amostra recuou 9,31% em relação ao mesmo trimestre de 2015. De acordo com a pesquisa, essa retração é a segunda maior já registrada no período analisado.

O melhor resultado foi registrado no segundo trimestre de 2010, quando o crescimento foi de 12,17% com relação ao mesmo período de 2009.

Dos 20 setores analisados pela pesquisa, apenas dois apresentaram crescimento de receita no terceiro trimestre de 2016, frente ao mesmo período de 2015. O setor de Água e saneamento, com cinco empresas, tem o melhor desempenho: 5,33%.

Já o setor de construção, com 20 empresas, é o mais afetado, com queda de 46,66% frente ao terceiro trimestre do ano anterior.

A Petrobras é a empresa com maior volume de receita líquida operacional no terceiro trimestre de 2016, seguida pela JBS, Vale, Ultrapar, Pão de Açúcar, Braskem, Telefônica Brasil, Ambev, Gerdau e Eletrobrás.




COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Leia também

Receba gratuitamente nosso informativo de artigos e notícias em seu e-mail