Portal da Classe Contábil 519586 | Portal da Classe Contábil
×
Siga-nos:
Classe Contábil
PUBLICADO 1 ano ATRÁS.

Pergunta #519586

PERGUNTA FEITA POR

Boa noite.

Estou precisando muito da ajuda de todos que poderem me orientar, pois tenho algumas dúvidas de como proceder para declarar as DEFIS 2013, 2014, 2015, 2016. E retificar os anos de 2011 e 2012.

Ocorre que algumas notas fiscais de compras de matérias-primas para Industrialização de 2011 e 2012 que não foram enviadas ao contador e por consequência não constam nas DEFIS de 2011/2012 já transmitidas. Estou achando prudente que essas notas deveriam ser lançadas. Para tanto, precisaria fazer a retificação das DEFIS 2011/2012. Alguém saberia me informar se existe algum impedimento em fazer a retificação com o objetivo de aumentar os valores das compras e não para diminuir!

A empresa foi aberta em 2011, trata-se de uma confecção de moda íntima enquadrada no Simples com sede no Estado do Rio de Janeiro.

Em 2011 foram investidos em máquinas e matérias-primas. 30 mil em Máquinas e equipamentos e 20 mil em Matérias-primas.

Em 2012, contratou funcionários fabricou muito, mas vendeu pouco. Em consequência demitiu os funcionários em dez/2012.

Consultando o Portal do SIMPLES, encontrei duas DEFIS transmitidas. Na DEFIS de 2011, não constam nenhuma nota fiscal de compras para industrialização. Na DEFIS de 2012, constam 40 mil reais em compras para industrialização. Sendo assim, várias notas não foram enviadas para o contador. Essas notas esquecidas somam 45 mil, sendo 20 mil de 2011 e 25 mil de 2012.

Em 2013, conseguiu vender 20 mil reais. Mas não comprou nada.

Em 2014, não vendeu nem comprou nada.

Em 2015, não vendeu, apenas comprou 26 mil reais em matérias-primas no CNPJ da empresa com o dinheiro de um sócio, mas não chegou a fabricar e a sociedade foi desfeita e o sócio que investiu levou os tecidos comprados. Como ficará essa situação, apesar desta compra está vinculada ao CNPJ da empresa a matéria-prima não foi usada. Ainda sim, devem ser lançadas na DEFIS de 2015?

Em 2016, não vendeu nem comprou nada.

Em 2017, até o momento não comprou ou vendeu, esta pretendendo voltar a operar com a empresa assim que conseguir resolver essas questões.

Em resumo, somando os anos de 2011, 2012 e 2015 que ocorrem compras que não constam ainda na DEFIS, perfazem um Total -> 20 + 25 + 26 = 71 mil reais em matérias-primas.

A empresa apesar de está inativa há mais de 3 anos, havia um estoque de matéria-prima considerável para ainda ser confeccionado, o empreendedor sabe costurar e com isso ao longo dos últimos 4 anos veio fabricando sozinho, nos horários de folga e esse esforço resultou em um estoque de 160 mil reais em peças de lingerie.

Outra dúvida, esses 160 mil reais em estoque, eu fraciono em 4 ou 5 partes e lanço um pouco em cada ano nas DEFIS 2013, 2014, 2015, 2016. Ou é melhor lançar tudo somente na DEFIS 2016, como estoque final ou apenas lançar como estoque inicial na DEFIS de 2017?

Estava pensando em fazer uma declaração retificadora em 2011 e 2012, mas preciso muito da ajuda e orientação de todos, pois esse estoque de 45 a 71 mil reais em matérias-primas para industrialização, retificando, constará que entrou na empresa. E no futuro justificará esse estoque que foi transformado em 8 mil conjuntos, no valor 160 mil reais em mercadorias e desta forma lançar na DEFIS 2017 como estoque inicial sem fracionar. Outra hipótese seria fracionar os 160 mil reais em algumas partes e lançar nos anos 2013, 2014, 2015, 2016; seria uma forma de dar entrada no estoque da empresa de forma gradual. Faria diferença fracionar ou lança tudo de uma única vez em 2017?

ÁREAS DE CONHECIMENTO: Simples Nacional

RESPOSTAS

Nenhuma resposta encontrada para esta pergunta.

RESPONDER

Deixe uma resposta

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Receba gratuitamente nosso informativo de artigos e notícias em seu e-mail