Arrecadação tributária é a menor para fevereiro desde 2010

18/03/2016

A Receita Federal registrou uma arrecadação total de R$ 87,851 bilhões em fevereiro. É o pior
resultado para o mês desde 2010. Em termos reais ­ ou seja, descontada a inflação ­representa uma queda significativa de 11,53% na comparação com o mesmo mês de 2015.

Sem correção inflacionária, a receita em fevereiro teve queda de 2,37% na comparação com o mesmo mês do ano passado, quando a arrecadação somou R$ 89,982 bilhões (a preços correntes).

No acumulado do ano, a arrecadação soma R$ 217,236 bilhões, o que representa uma redução real de 8,71% sobre igual período do ano passado. O número também representa a menor arrecadação para o acumulado de janeiro a fevereiro desde 2010. Sem correção inflacionária, houve aumento de 0,92% na mesma comparação.

Considerando somente as receitas administradas pela Receita, houve recuo de 11,46% em termos reais em fevereiro, ante 2015, para R$ 86,663 bilhões. Em termos nominais, a variação foi negativa em 2,29%. No ano, essas receitas somaram R$ 212,806 bilhões. Esse valor representa uma queda real de 7,94% e alta nominal de 1,76% em relação a igual período do ano passado.

Já a receita própria de outros órgãos federais foi de R$ 1,188 bilhão no segundo mês do ano, queda em termos reais de 16,17% na comparação com o mesmo período de 2015. Em termos nominais, as receitas próprias de outros órgãos caíram 7,49% em fevereiro, em relação ao mesmo mês de 2015. No acumulado do ano, essa arrecadação foi de R$ 4,429 bilhões, baixa real de 34,87% na comparação com o mesmo mês de 2015 e queda de 27,9% em termos nominais.

O governo deixou de arrecadar com desonerações R$ 7,093 bilhões no mês de fevereiro, queda de 26% contra um ano antes. No acumulado do ano, esse item chegou R$ 14,186 bilhões – queda de 28% contra um ano antes.

Fonte: Valor

Comentários:

Nenhum comentário ainda.

Nome:

E-mail:

Comentário