×
Siga-nos:
Classe Contábil
PUBLICADO 3 meses ATRÁS.

Mais de 33 mil vagas criadas em maio

No mês, até agora, mais conturbado deste ano, foram criados 33.659 postos de trabalho em todo o País, ligeira alta de 0,09% na comparação com o resultado de abril, e uma queda de 1,7% ante os números de maio de 2017.

Os dados fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados no final da tarde de ontem pelo Ministério do Trabalho. O saldo do maio decorreu de 1.277.576 admissões e de 1.243.917 desligamentos.

No acumulado do ano, houve avanço de 381.166 vagas, representando um crescimento de 1,01%. Nos últimos 12 meses, verificou-se, ainda acréscimo de 284.875 empregos, correspondente à variação positiva de 0,75%.

Em termos setoriais, seis dos oito segmentos econômicos tiveram expansão no período: Agropecuária (+29.302 postos), Serviços (+18.577 postos), Construção Civil (+3.181 postos), Serviços Industriais de Utilidade Pública (SIUP) (+555 postos), Extrativa Mineral (+230 postos) e Administração Pública (+197 postos).

Por outro lado, registraram mais demissões do que contratações: Comércio (-11.919 postos) e Indústria de transformação (-6.464 postos). Por região, quatro apresentaram saldo de emprego positivo em maio, com destaque para o Sudeste, com criação de 30.840 postos, uma alta de 0,15%; e Nordeste, que registrou surgimentos de 10.710 vagas, +0,17%). As demais regiões com mais contratações do que demissões foram Centro-Oeste (+3.962 postos, com avanço de 0,12%); Norte (+1.560 postos, um aumento de 0,09%).

A região Sul foi a única com saldo negativo no mês passado, com -13.413 postos criados, uma queda de 0,19%) na comparação com abril.Ainda conforme os dados divulgados nesta quarta-feira, com relação ao salário médio de admissão, em maio, houve queda de R$ 10,33, ou 0,67%, para R$ 1.527,11. O salário médio de desligamento foi de R$ 1.684,34, R$ 8,08 menor (-0,48%) do que o mês anterior. Na comparação com maio, respectivamente, houve ganho real de R$ 48,55 (+3,28%) e de R$ 3,05 (+0,18%).

Fonte – DCI




COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Leia também

Receba gratuitamente nosso informativo de artigos e notícias em seu e-mail