Portal da Classe Contábil Contas inativas poderão injetar R$ 35 bilhões na economia, estima governo | Portal da Classe Contábil
×
Siga-nos:
Classe Contábil
PUBLICADO 1 ano ATRÁS.

Contas inativas poderão injetar R$ 35 bilhões na economia, estima governo

A possibilidade de saques das contas inativas do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) poderá injetar até R$ 43,6 bilhões na economia brasileira, de acordo com o governo federal. O calendário para os saques, que serão conforme a data de nascimento dos beneficiários, foi divulgado nesta terça-feira.

O presidente da Caixa, Gilberto Occhi, estimou que entre R$ 30 bilhões e R$ 35 bilhões serão sacados. Nos primeiros dez minutos de funcionamento do site específico para o saque das contas inativas, o número de acessos à página chegou a 480 mil, segundo ele informou ao presidente Michel Temer. O presidente lembrou que, quando o assunto o assunto foi debatido, em dezembro, acreditou-se que a possibilidade traria “tranquilidade social” em face à crise. Temer também destacou o acordo “entre empregadores e empregados” para os saques.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ressaltou que a ação beneficia tanto o trabalhador como a economia brasileira. “O cidadão poderá optar entre consumir, poupar ou o pagamento de dívidas”, ressaltou ele, que depois citou a perspectiva de retomada do crescimento da economia. “O crescimento vai se refletir no emprego, renda e na arrecadação federal.”

Saques poderão ser feitos até em lotéricas

Os saques – que poderão ser feitos a partir de 10 de março – poderão ser efetuados no autoatendimento da Caixa apenas com senha do Cartão do Cidadão (sem a necessidade do plástico) em caso de saldo de até R$ 1,5 mil. Para valores entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil será necessário que o trabalhador possua o Cartão do Cidadão e senha para pagamentos no autoatendimento.

Outra opção para saque são os canais parceiros (Caixa Aqui e unidades Lotéricas), onde são permitidos saques de até R$ 3 mil, apresentando o documento de identificação do trabalhador, Cartão do Cidadão e a respectiva senha. Valores acima de R$ 3 mil serão sacados exclusivamente nas agências da Caixa.

Para valores superiores a R$ 10 mil será necessária a apresentação da carteira de trabalho ou documento que comprove a extinção do vínculo do trabalho. Para quem já é correntista da Caixa, os valores serão transferidos automaticamente.

• Passo a passo de como sacar o FGTS:

Passo 1: Descubra se você tem valores a receber do FGTS inativo

A primeira coisa que você deve fazer é descobrir se realmente tem algum valor a receber. De acordo com as regras estipuladas pela Caixa Econômica, só terão direito ao saque os trabalhadores que tiveram contrato de trabalho finalizado até 31/12/2015 e que não tenham sacado o benefício.

A Caixa criou uma página especial e um serviço telefônico para tratar das contas inativas. Para descobrir se tem algum valor a receber, o trabalhador deve acessar o site www.caixa.gov.br/contasinativas ou ligar no 0800-726-2017. O trabalhador receberá um atendimento personalizado para descobrir o valor, a data e o local mais conveniente para os saques.

Passo 2: Fique atento ao calendário de saques

É importante estar atento às datas estipuladas para os saques do FGTS. A Caixa organizou o calendário de acordo com as datas de nascimento dos beneficiários. Quem nasceu em março, abril e maio deve sacar o benefício entre 10 de abril e 11 de maio. Trabalhadores nascidos nos meses de junho, julho e agosto vão sacar entre os dias 12 de maio e 15 de junho. Nascidos em setembro, outubro e novembro vão receber os valores entre 16 de junho e 13 de julho. Já os trabalhadores nascidos em dezembro poderão fazer o saque entre os dias 14 e 31 de julho.

Quem perder a data de saque estipulada pela Caixa, terá uma segunda chance até o dia 31 de julho de 2017. Por exemplo: caso o trabalhador nascido em janeiro deixe de tirar o benefício até o dia 10 de abril, ele terá até 31 de julho para realizar o saque. A Caixa alerta que, após essa data, o trabalhador deverá se enquadrar em outra hipótese de saque (como aposentadoria ou aquisição de moradia própria) para receber os valores.

Passo 3: Junte os documentos necessários

Os beneficiários terão quatro opções para recebimento dos valores. Quem tem conta-corrente na Caixa poderá pedir o recebimento do crédito em conta pela internet. Não há restrição de valores.

O saque também pode ser feito em caixas eletrônicos desde que o valor não ultrapasse R$ 3 mil. Para valores até R$ 1,5 mil, é possível sacar o benefício apenas com a senha do Cartão do Cidadão. Para créditos até R$ 3 mil, o saque no caixa eletrônico deve ser feito com o Cartão do Cidadão e a respectiva senha.

A retirada do FGTS inativo também pode ser feita em agências lotéricas e correspondentes Caixa Aqui, com a apresentação do Cartão Cidadão, a senha e um documento de identificação. O valor máximo de saque está limitado em R$ 3 mil.

Por último, o cidadão também pode retirar o dinheiro diretamente nas agências bancárias. Os documentos necessários são o número de inscrição do PIS e o documento de identificação do trabalhador. É recomendado levar também o comprovante da extinção do vínculo (carteira de trabalho ou Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho).




COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Leia também

Receba gratuitamente nosso informativo de artigos e notícias em seu e-mail