Pergunta #168808

18/08/2006 as 01:06Categoria: Outras Áreas

Quais são as técnicas contábeis

Adna Mota - São Luís(MA)

Respostas

18/08/2006 as 01:39

Técnicas contábeis
Autor: João Imbassahy

As Técnicas Contábeis são o conjunto de procedimentos utilizados na ciência contábil para que os fins propostos sejam atingidos.

Escrituração

Demonstrações Financeiras ( ou Demonstrações Contábeis)

Análise das Demonstrações Financeiras (ou Análise de Balanços )

Auditoria

ESCRITURAÇÃO
É a técnica por meio da qual se efetuam os registros das ocorrências que afetam o patrimônio de uma entidade. Estas ocorrências recebem a designação de fatos contábeis.
Todo fato contábil (operação que provoca alterações no patrimônio) deve ter um determinado registro na contabilidade da entidade.Os registros efetuados são representados por lançamentos os quais, em seu conjunto, compõem a escrituração de determinada entidade. A escrituração obedece às normas da disciplina contábil em livros exigidos pela legislação comercial e fiscal. Os principais livros contábeis são o Diário e o Razão.

Exemplos de Lançamentos:
1. Transferência de R$ 1.000 da conta bancária da empresa para o caixa.
Neste caso, será registrado um aumento de R$ 1.000 na conta "Caixa" e uma diminuição de R$ 1.000 na conta "Bancos cta Movimento".
Caixa (+) 1.000 Banco cta Mov. (-) 1.000

2. Aquisição de um veículo no valor de R$ 15.000, pago em dinheiro.
Neste caso, registra-se o valor de R$15.000 na conta "Veículos" e a redução de R$ 15.000 na conta "Caixa".
Veículo (+) 15.000 Caixa (-) 15.000

3. Aquisição de uma máquina, no valor de R$ 20.000, por meio de um financiamento concedido por uma instituição financeira.
Registra-se o valor nas contas "Máquinas" (bem) e "Financiamento" (obrigação).
Máquina (+) 20.000 Financiamento (+) 20.000
DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
As informações contábeis são organizadas utilizando-se demonstrativos, os quais permitem, por meio de suas análises, avaliar a situação econômica e financeira das entidades. As Demonstrações Contábeis são sistemas de informações integradas referentes a um período em determinada gestão administrativa. As demonstrações contábeis definidas pelo artigo 176 da Lei 6.404/76 (S.A.) são:

BP (Balanço Patrimonial)
DRE (Demonstração do Resultado do Exercício)
DLPA (Demonstração de Lucros e Prejuízos Acumulados)
DOAR (Demonstração de Origens e Aplicações de Recursos)

Inicialmente, far-se-á uma rápida exposição dos dois primeiros demonstrativos contábeis que servirão de base para todo o estudo a ser desenvolvido. Uma análise mais profunda será efetuada nos capítulos posteriores.

BALANÇO PATRIMONIAL
É a demonstração que tem como finalidade apresentar a posição financeira e patrimonial de uma entidade, no fim do período contábil. Para um entendimento inicial, vamos entender o período contábil como o exercício social, o qual normalmente coincide com o ano-calendário. O Balanço é a expressão matemática do Patrimônio, a qual é estabelecida através de uma equação. No lado esquerdo da equação, são representados os bens e direitos, os quais constituem o Ativo da entidade.
No lado direito da equação, se posicionam as Obrigações que a entidade possui com Terceiros (dívidas com pessoas que não fazem parte da sociedade) - conhecidas no Balanço Patrimonial como Passivo Exigível - e o Patrimônio Líquido, também denominado de Capital Próprio, que representa a diferença entre os bens e direitos da entidade (Ativo) e as suas obrigações com terceiros (Passivo Exigível).
No Balanço Patrimonial, o Ativo (bens e direitos) será necessariamente igual à soma do Passivo Exigível (obrigações e dívidas) com o Patrimônio Líquido (valores que efetivamente pertencem aos sócios). Nota: No Passivo, existe um outro grupo denominado Resultado de Exercícios Futuros que devido à sua menor importância em relação aos demais não será abordado neste capítulo. Nota: Normalmente, o Passivo Exigível é designado apenas como Passivo, no entanto, de acordo com a Lei das S.A. o Passivo compreende Passivo Exigível (+) Patrimônio Líquido. Nota: O Ativo além de ser designado como Patrimônio Bruto, também é identificado como Capital Total ou Capital Total à Disposição da Empresa. O Patrimônio Líquido é também designado como Situação Líquida.
Nota: As contas pertencentes ao Balanço Patrimonial são denominadas Contas Patrimoniais.
CONTAS PATRIMONIAIS
As contas que representam o patrimônio líquido são:

Capital Social - Investimento feito pelos sócios na constituição da companhia ou valores que foram incorporados à sociedade por decisão dos mesmos.

Reservas - Valores oriundos dos lucros gerados pela companhia que não foram distribuídos aos seus sócios ou de outras fontes não representativas de lucros.

Lucros Acumulados - Valores derivados dos lucros da companhia que ainda não possuem destinação específica.
DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO - DRE
Nesta demonstração, são confrontadas as Receitas obtidas pela entidade com as Despesas e Custos, relacionados com estas Receitas, ocorridos em um período contábil. O objetivo é o de fornecer o Resultado Líquido do Exercício. Este resultado quando positivo ( Receitas > Despesas + Custos) será um Lucro e quando negativo se constituirá em um prejuízo (Despesas + Custos > Receitas).

ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS
Tem por objetivo o conhecimento da situação econômico-financeira das entidades. A análise é realizada por meio da decomposição dos elementos patrimoniais e do estabelecimento das relações entre estes com vistas à obtenção de indicadores que reflitam a "saúde financeira" da entidade.

AUDITORIA
É a técnica contábil que consiste no conjunto de procedimentos técnicos que tem como objetivo avaliar se as demonstrações contábeis de uma entidade econômico-administrativa retratam sua real situação patrimonial, assim como o de verificar se estas demonstrações foram elaboradas conforme os Princípios Fundamentais da Contabilidade e de acordo com determinações legais pertinentes.

LEI DAS SOCIEDADES ANÔNIMAS
No Brasil, as normas e procedimentos contábeis encontram-se definidos na nº Lei 6.404, de 15 de Dezembro de 1.976, e na legislação posterior que lhe é correlata. Nota: A Lei 6.404/75 foi significativamente alterada pela Lei nº 10.303/2001.

EXERCÍCIO SOCIAL
É o período de 12 meses no fim do qual são elaboradas as demonstrações contábeis. Normalmente, coincide com o ano calendário. A data do término deverá estar fixada no Estatuto. Estatuto é o documento que contém as regras básicas de funcionamento das sociedades anônimas.

João Imbassahy - Curso de Contabilidade Geral
http://www.concursojuridico.com.br/

Li@ Lopes Silva - Rio de Janeiro(RJ)