Consultoria Gratuita

Perguntas

Pergunta #514068


Pergunta #514067


Pergunta #514066


Pergunta #514065

28/05/2015 as 10:33Categoria: Outras Áreas

BOA NOITE ESTOU PRESCISANDO DE AJUDA EM RELAÇÃO UM EMPRESA ENQUADRADA NO SIMPLES NACIONAL CFE A PORTARIA 040/2007 JUCEMAT MT, ALGUEM JA FEZ ESSE TIPO DE SERVIÇO PORQUE ESTOU NA DUVIDA QTO ITEM II , JA QUE NÃO PRESCISA GERAR DIARIO PORQUE TEM ESSE II ITEM. POR FAVOR ALGUEM PODE ME AJUDAR. O Presidente da Junta Comercial do Estado de Mato Grosso – JUCEMAT, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, em especial o que prevê o artigo 25, inciso XVII, do Decreto Federal nº 1.800, de 30 de janeiro de 1996 e ainda o teor do Ofício Circular nº. 116/2007/SCS/DNRC/GAB, de 31 de julho de 2007, do Departamento Nacional de Registro do Comércio – DNRC, RESOLVE : I. Os balanços apresentados à Junta Comercial para arquivamento devem conter todos os quadros demonstrativos que o compõem, lançados no Livro Diário (ativo, passivo, demonstração de resultados, demonstração de origem e aplicação de recursos, demonstração das mutações do patrimônio líquido, notas explicativas a serem acompanhados, se for o caso, de Parecer do Conselho Fiscal e do Parecer dos Auditores Independentes, se existirem), cujo modelo, quanto à forma de apresentação, é o seguinte: a) Cabeçalho (todas as folhas com numeração ordinária) - Nome completo da Sociedade; - Número de inscrição no CNPJ; - Número e data do NIRE; b) Balanço Patrimonial c) Quadros demonstrativos - Ativo - Passivo - Demonstração de Resultado - Demonstração de origem e aplicação de recursos - Demonstração das mutações do patrimônio líquido - Notas explicativas d) Local e data (todas as folhas) e) Nome: Nome: Cargo: Administrador Contador: RG nº. : / Estado Expedidor CRC nº.: CPF nº.: RG nº. : / Estado Expedidor CPF nº.: II. Os balanços em todas suas folhas, deverão ser datados e assinados pelo(s) Administrador(es) e Contador e ainda, com as seguintes declarações de certificação: a) Sob as penas da Lei, declaramos que as informações aqui contidas são verdadeiras e nos responsabilizamos por todas elas; b) As Informações foram extraídas das folhas nº. ............. a ............ do Livro Diário nº. ..........., registrado na Junta Comercial do Estado de Mato Grosso, sob nº............., em ........./........../............; c) A sociedade não possui Conselho Fiscal instalado; d) A sociedade não possui Auditoria Independente; III. No caso da Sociedade possuir Conselho Fiscal instalado, o respectivo Parecer deverá ser cópia fiel do documento lavrado no livro próprio da Sociedade e registrado na Junta Comercial, devendo constar da certificação a ser assinada pelo Administrador e Contador: a) O nº. das folhas em que se encontra lavrado o Parecer no livro próprio; b) O nº. de ordem do Livro com número e data de Registro na Junta Comercial; c) Identificação (nome completo, nº. do RG – Estado expedidor e nº. do CPF dos conselheiros fiscais, com respectivas assinaturas) IV. No caso da Sociedade possuir Auditoria Independente, o respectivo Parecer fará parte do Balanço, devendo ser assinado pelo responsável (pessoa física) ou representante legal (pessoa jurídica) com a respectiva identificação. V. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Registrada, publicada, cumpra-se. Cuiabá, MT, 17 de agosto de 2007. RUYTER BARBOSA Presidente

IVANICE DIAS COSTA MATOS - Dom Aquino(MT)

Pergunta #514064

28/05/2015 as 06:07Categoria: Trabalhista

Boa tarde srs consultores!, ESTOU PRECISANDO DE UM SOCORRO COM PRESSA ESTOU COM UMA DÚVIDA E NAO SEI NEM POR ONDE COMEÇAR PRA RESOLVER ISTO. Normando Bispo Cardozo (BA), Angelo Adalberto Tenon (SP), Helio Carneiro (ES), Ivan Simoes dos Santos (PR), Tiago Martins Soares (BA), Anderson Freitas Barros (RN), Leo Jose Monzani (PR), Mario Gilberto (MG) e Carlos de Araujo Alves (CE) estou com uma dúvida tenho um cliente, que veio para eu fazer a contabilidade, que há mais de 3 anos + ou - vem pagando seu INSS em torno de 3 salários mínimos. A dúvida é a seguinte: ele tava pagando o INSS sem informar pela sefip. Com estas cobranças das multas dos envios fora do prazo da GFIP, caso eu venha regularizar a situação dele, reenviando todas as GFIPs da época, para que ele não tenha problemas futuras com a Previdência quando precisar se aposentar, não serão cobradas após o envio pela Receita Federal? Porque se eu nao informar na modalidade 1 da GFIP, todos estes recolhimentos avulsos que ele fez, ficarão como se diz voando, e não irão servir pra comprovação que foi feito o pagamento a favor dele, quando ele precisar se aposentar. analisem por favor estas duas situações se eu enviar fora do prazo as informações do empresário tem multa? E se eu não enviar e deixar como está ele não irá se prejudicar quando precisar se aposentar? OBS: ELE PAGAVA O INSS COM O PERCENTUAL DE 11% EM CIMA DE 3 SALÁRIOS MINIMOS, JA FAZEM + OU - MAIS DE 3 ANOS QUE ELE VEM PAGANDO ASSIM, SEM INFORMAR NA GFIP. MAS ELE PAGAVA COMO EMPRESARIO, ENTRAVA NO SITE DA PREVIDENCIA E CALCULAVA 11% EM CIMA DE 3 SALARIOS MINIMOS. A EMPRESA É DO SIMPLES E NAO TINHA FUNCIONÁRIOS, ERA SÓ A CONTRIBUIÇÃO DELE, OU SEJA, O PRÓ-LABORE, OU SEJA, 11% QUE ELE CONTRIBUIA PARA APOSENTADORIA, E O CÓDIGO QUE ELE, ELE NÃO O CONTADOR, PORQUE QUEM VINHA FAZENDO TUDO ERA O CONTADOR, O CÓDIGO ERA 2003, CÓDIGO DE EMPRESA DO SIMPLES NACIONAL, E COLOCAVA NA IDENTIFICAÇÃO O Nº DO CNPJ. ALGUÉM TEM COMO ME ORIENTAR? SE EU NAO REFAZER AS INFORMAÇÕES ATRAVÉS DA GFIP, O FUNCIONÁRIO PODERÁ TER PROBLEMAS QUANDO FOR SE APOSENTAR PORQUE ATÉ QUE SE PROVE AO CONTRARIO, AS GUIAS QUE ELE PAGOU DESTA FORMA CITADAS NO EXEMPLO ACIMA, ESTÃO VOANDO, SEM IDENTIFICAR PARA QUEM FOI O PAGAMENTO. E SE EU INFORMAR REFAZENDO NA GFIP COLOCANDO NA MODALIDADE 1, E ENVIAR NAO HAVERÁ COBRANÇAS DA MULTA PELO ENVIO DAS GFIPs FORA DO PRAZO? O QUE EU FAÇO, ALGUEM ME DÊ UMA ORIENTAÇÃO E SE POSSIVEL PASSAR A BASE LEGAL DE TUDO ISTO OU DA ORIENTAÇAO QUE EU DEVO TOMAR. Desde já agradeço e aguardo resposta Rio Largo/AL, 28 DE MAIO DE 2015

Willams José da Silva - Maceió(AL)

Pergunta #514063


Pergunta #514062


Pergunta #514061


Pergunta #514060


Pergunta #514059


Pergunta #514058

26/05/2015 as 07:34Categoria: SPED ( contábil, fiscal e NF-e )

Boa tarde, senhores consultores!. Senhores, quais os tipos de speds atuais no momento?

Arteiro Araujo - Fortaleza(CE)

Pergunta #514057

26/05/2015 as 07:07Categoria: Contabilidade ( geral, custos, demonstrações e outros )

Boa Tarde consultores. Alguém pode me instruir como faço para descobrir o número de 01 livro diário/ razão registrado na junta comercial? Grata,

Valeria Ramalho de Sousa - São Paulo(SP)

Pergunta #514056

26/05/2015 as 03:03Categoria: Obrigações Acessórias Federais (DCTF, DIPJ, DACON, DIMOB, DIRF, etc)

DIPJ FOI EXTINTA? SIM OU NÃO? MUITO GRATO PELA ATENÇÃO, AMIGOS!

chico nascimento - São Paulo(SP)

Pergunta #514055


Pergunta #514054


Pergunta #514053

25/05/2015 as 05:32Categoria: Trabalhista

Boa tarde srs consultores!, estou com uma dúvida tenho um cliente, que veio para eu fazer a contabilidade, que há mais de 3 anos + ou - vem pagando seu INSS em torno de 3 salários mínimos. A dúvida é a seguinte: ele tava pagando o INSS sem informar pela sefip. Com estas cobranças das multas dos envios fora do prazo da GFIP, caso eu venha regularizar a situação dele, reenviando todas as GFIPs da época, para que ele não tenha problemas futuras com a Previdência quando precisar se aposentar, não serão cobradas após o envio pela Receita Federal? Porque se eu nao informar na modalidade 1 da GFIP, todos estes recolhimentos avulsos que ele fez, ficarão como se diz voando, e não irão servir pra comprovação que foi feito o pagamento a favor dele, quando ele precisar se aposentar. analisem por favor estas duas situações se eu enviar fora do prazo as informações do empresário tem multa? E se eu não enviar e deixar como está ele não irá se prejudicar quando precisar se aposentar? OBS: ELE PAGAVA O INSS COM O PERCENTUAL DE 11% EM CIMA DE 3 SALÁRIOS MINIMOS, JA FAZEM + OU - MAIS DE 3 ANOS QUE ELE VEM PAGANDO ASSIM, SEM INFORMAR NA GFIP. MAS ELE PAGAVA COMO EMPRESARIO, ENTRAVA NO SITE DA PREVIDENCIA E CALCULAVA 11% EM CIMA DE 3 SALARIOS MINIMOS. A EMPRESA É DO SIMPLES E NAO TINHA FUNCIONÁRIOS, ERA SÓ A CONTRIBUIÇÃO DELE, OU SEJA, O PRÓ-LABORE, OU SEJA, 11% QUE ELE CONTRIBUIA PARA APOSENTADORIA, E O CÓDIGO QUE ELE, ELE NÃO O CONTADOR, PORQUE QUEM VINHA FAZENDO TUDO ERA O CONTADOR, O CÓDIGO ERA 2003, CÓDIGO DE EMPRESA DO SIMPLES NACIONAL, E COLOCAVA NA IDENTIFICAÇÃO O Nº DO CNPJ. ALGUÉM TEM COMO ME ORIENTAR? SE EU NAO REFAZER AS INFORMAÇÕES ATRAVÉS DA GFIP, O FUNCIONÁRIO PODERÁ TER PROBLEMAS QUANDO FOR SE APOSENTAR PORQUE ATÉ QUE SE PROVE AO CONTRARIO, AS GUIAS QUE ELE PAGOU DESTA FORMA CITADAS NO EXEMPLO ACIMA, ESTÃO VOANDO, SEM IDENTIFICAR PARA QUEM FOI O PAGAMENTO. E SE EU INFORMAR REFAZENDO NA GFIP COLOCANDO NA MODALIDADE 1, E ENVIAR NAO HAVERÁ COBRANÇAS DA MULTA PELO ENVIO DAS GFIPs FORA DO PRAZO? O QUE EU FAÇO, ALGUEM ME DÊ UMA ORIENTAÇÃO E SE POSSIVEL PASSAR A BASE LEGAL DE TUDO ISTO OU DA ORIENTAÇAO QUE EU DEVO TOMAR. Desde já agradeço e aguardo resposta Rio Largo/AL, 25 DE MAIO DE 2015

Willams José da Silva - Maceió(AL)

Pergunta #514052


Pergunta #514051