Portal da Classe Contábil Cadastro do INSS não tem contribuição de domésticos | Portal da Classe Contábil
×
Siga-nos:
Classe Contábil
PUBLICADO 2 anos ATRÁS.

Cadastro do INSS não tem contribuição de domésticos

Os empregados domésticos que trabalham com registro em carteira devem ficar atentos às suas contribuições ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Os novos recolhimentos, feitos desde novembro do ano passado pelo eSocial, ainda não constam no Cnis, o cadastro de pagamentos utilizado pelo instituto para a contagem do tempo de contribuição na hora da aposentadoria.

As informações do eSocial estarão disponíveis no Cnis a partir do segundo semestre. Até lá, o doméstico que quiser se aposentar terá de comprovar os últimos meses de contribuição ao INSS de outras formas.

A primeira opção, e a mais importante de todas, é a carteira de trabalho. Com as anotações no documento, que não podem ter rasuras ou erros, o INSS reconhecerá os recolhimentos.

Outra opção é pedir ao patrão o relatório de remuneração de cada mês trabalhado. O documento pode ser gerado no eSocial e mostrará os dados do empregador, do empregado, o valor do salário e da contribuição ao INSS. Dessa forma, todos os recolhimentos feitos pela doméstica serão considerados.

O INSS afirma que a partir do segundo semestre as informações do eSocial irão automaticamente para o Cnis da doméstica.




COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

*Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Leia também

Receba gratuitamente nosso informativo de artigos e notícias em seu e-mail