Artigos

16/12/2008

Diagnóstico empresarial - Modelo para empreendedores

Relacionamos abaixo o mínimo necessário para que o empreendedor possa conjuntamente com seus assessores proceder a um Diagnóstico Empresarial, para que, após, realizado possibilite a um adendo ao planejamento para fins de ajustamento e sobrevivência do empreendimento.

A crise financeira é voraz e não escolhe adversário, quem estiver em melhores condições de enfrentá-la sobreviverá, caso contrário perecerá, pois ela não tem nenhum sentimento e fatalmente alcançará todas as empresas e toda a cadeia produtiva poderá sentir a sua força descomunal.

Acredito que a base necessária para enfrentar qualquer turbulência é sempre a criatividade embasada num ambiente que envolve uma exímia educação de qualidade dos colaboradores, somente assim poderemos cambater essa crise.

A elaboração do Diagnóstico Empresarial possibilita o conhecimento dos pontos fortes e fracos da empresa, agregado a potencialidade do mercado interno e externo, devemos traçar diretrizes que poderão agregar valor á empresa e ajuda-la a conter o impacto dos efeitos dessa crise.

Devemos lembrar que essa ação é vital para o continuísmo da atividade econômica do empreendimento e não deve ser menosprezada sob pena de igual tratamento a empresa poderá sofrer, caso negligencie a presente informação.

1) Aspecto Legal

Contratos e Aditivos atualizados.
Alvarás atualizados.
Licença Ambiental atualizada
Quadro de Horário atualizado.
Inscrições atualizadas.


Certidões Negativas — Secretaria da Receita Federal do Brasil


Previdência Social
FGTS — Caixa Economica Federal
Secretaria da Fazenda do Estado
Secretaria de Finanças do Municipio
Demais


Consultas:

SERASA
CDL - Sócios
Tribunal de Justiça
Tribunal Regional do Trabalho
Demais

2) Contabilidade:

Por ser uma ciência que mensura ou registra os fatos e atos administrativos emanados do patrimonio empresarial vinculado a uma entidade econômica, seus demonstrativos e setores representam importância ímpar para a gestão empresarial, pois de nada adianta manter ou possuir uma contabilidade sem transparência e que não condiz com averacidade dos fatos, pois a qualquer momento ela poderá servir
como prova da licitude dos atos da gestão empresarial.

Setor Fiscal

Pesquisa de regularização dos tributos federais, estaduais e municípais, politica de compras, entradas e saídas, controle e estoques, conta gráfica de compras, vendas, controle de estoques e de tributos, livros fiscais, legislação especifica, Nota Fiscal
Eletrônica, SPED — Fiscal, etc.

Setor de Pessoal

Pesquisa de regularização junto a Previdencia Social, FGTS, Sindicatos etc., livros trabalhistas, análise do setor através do tounr over de pessoal, analise de rescisões e contratações, analise de Investimento em qualificação e capacitação, legislação especifica, sistema de controle, etc.

Setor de Contabilidade

Conciliações de contas, Circularização de débitos e créditos, Financiamentos, Empréstimos, Leasing, Contas a Receber e a Pagar, Obrigações Sociais e Tributárias, Livros Contábeis, legislação especifica, SPED — Contábil, etc.

3) Demonstrativos Financeiros:

Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração do Fluxo de Caixa, Demonstração do Valor Adicionado, Demonstração da Mutação do Patrimonio Líquido.

4) Análise Financeira

Capital Circulante, Capital de Terceiros, Grau de Endividamento, Capita Próprio, Retorno Operacionla de Investimento, Fator de Insolvência, Capital Fixo, Ajuste de Avalialção Patrimonial, análise dos Derivativos em direitos e títulos de créditos classificados no ativo circulante e realizavel á Longo prazo que passam a ser avaliados
pelo valro de mercado, elementos de ativo e passivos decorrentes de operações de Longo prazo que passam a ser ajustados a valor presente, análise sobre a recuperação mdos valores registrados no imobilizado, investimento, intangível e diferido, análise do método da equivalência patrimonial.

5) Planejamento Empresarial

Planejamento Estratégico de Vendas, Planejamento Tributário por Elisão Fiscal, Planejamento e Controle de Custos e Despesas, Planejamento de Custos Trabalhistas, Planejamento de Investimentos, etc.

6) Customização

Identificação de Custos diretos e indiretos, Custos indiretos de fabricação, custos de comercialização, impacto tributário, margem de lucro, controle de Estoques, PCP, Metodologia de Custos, etc.

7) Precificação

Customização da produção ou da comercialização, custo fixo, margem lucro, impacto tributário, preço de venda á vista e á prazo, estoque de produtos acabados, logística, Valor adicionado por produto, etc.

8) Fluxo de Caixa

Identificação de captação ou não de recursos, reaprazamento de obrigações, escalonamento de dívida, reordenamento de empréstimos e financiamento, levantamento de necessidade de recursos, etc.

9) Orçamento de Investimento

Aquisição de máquinas e equipamentos, LEASING de veiculos, móveis, máquina e equipamentos, reaparelhamento da linha de produção, Investimento em expansão, constituição de filiais ou similares, etc.

10) Viabilidade Econômica

Análise do Produto no Mercado, Capacidade de agredir o mercado, Valor da Marca, Valor do Capital humano, potencialidade da empresa em agregar novos produtos, expansão de mercados, pesquisa de mercado, Comparação dos Demonstrativos com o Planejamento Empresarial.

10.1) Melhorias Contínuas

O resultado de um Feed back conclusivo, identificação dos pontos fortes e fracos, implementação de melhorias que possam atenuar os efeitos da retração de produtos no mercado, giro dos estoques, planejamento estratégico de vendas, marketing, etc.

Observamos que na crise financeira as grandes empresas por terem um melhor controle interno, planejamento, auditoria, contabilidade, e demais estão sentindo sensivelmente, imagine as pequenas que não se preocupa com citados controles vitais, no mínimo devem ter um profissional competente que possa assessora a empresa nesse momento, caso contrário estará fadada ao fracasso.

A rapidez e flexibilidade das ações devem fazer um grande diferencial para as empresas, incluindo ainda a criatividade e a inovação para conter o efeito da crise financeira, não se esquecendo da busca de controles e contabilidade transparente.

Em resumo ao artigo escrito, podemos citar que somos conscientes das dificuldades que podem influenciar a realização do Diagnóstico Empresarial, pois sua realização exige um certo grau de conhecimento técnico e específico, e uma educação de qualidade, e que somente alguns profissionais se prepararam para esse momento, mas devemos entender que na vida todos desejam ganhar, mas somente alguns são
agraciados com o bônus de permanecer na sua atividade econômica, sem nenhuma mácula, pois a crise financeira não perdoa os incautos.

Autor: Elenito Elias da Costa
Contador, Auditor, Analista Econômico e Financeiro, Instrutor de Cursos do SEBRAE/CDL/CRC, Professor Universitário, Professor Universitário Avaliador do MEC/INEP do Curso de Bacharelado em Ciências Contábeis, Consultor do Portal da Classe Contábil, da Revista Netlegis, articulista do Interfisco, do IBRACON — Instituto dos Auditores Independentes do Brasil (Boletim No.320), autor de vários textos científicos registrados no Instituto de Contabilidade do Brasil, autor de artigos publicados na Revsita CTOC em Portugal, sócio da empresa IRMÃOS EMPREENDIMENTOS CONTÁBEIS S/C LTDA


Mensagem

Nome:

E-mail:

Comentário


Agenda de Eventos

Enquete

Como você armazena os arquivos XML das NF-e?

Baixo os arquivos e salvo em alguma mídia (HD, DVD, pendrive)

Salvo no computador ou e-mail

Utilizo software online de armazenamento


Votar - Resultado

Pesquisa

Indexadores

INPC/IBGE %

0.54

IGP-M/FGV %

0.62

INCC %

0.28

IGP/FGV %

0.96

IPCA/IBGE %

0.8


O Classe Contábil é o mais completo portal de informações contábeis gratuitas do país.